04/04/2017

Reflectindo - 230

Sonhar

Quando se trata de sonhar sou um mestre!

Como posso sonhar estando acordado?

Não sei porquê tenho esta capacidade que, creio bem, não é uma virtude mas um defeito, uma fraqueza.

Não me conduz a lado nenhum, não se transforma em esperança ou objectivo.

Talvez seja apenas um exercício mental.

Não posso, não sou capaz - não sei se alguém é - estar sem pensar em nada.

A Fernandinha dizia-me muitas vezes:

‘A tua cabeça não sossega, é um computador'.

A verdade é que muito do que escrevo é previamente "escrito" na minha cabeça.
Então, como se fosse um “scanner” é só passar à escrita.

Para que serve?

Não sei nem sequer imagino que tenha qualquer serventia.

Assim, os meus "sonhos" têm-se transformado, ao longo da minha vida, num acervo enorme de palavras escritas que talvez seja o único espólio que deixarei.

Já se vê o préstimo!


(ama, reflexões, 28.06.2016)

Sem comentários:

Enviar um comentário