04/04/2017

Evangelho e comentário

Tempo da Quaresma


Evangelho: Jo 8, 21-30

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Eu vou partir. Haveis de procurar-Me e morrereis no vosso pecado. Vós não podeis ir para onde Eu vou». Diziam então os judeus: «Irá Ele matar-Se? Será por isso que Ele afirma: ‘Vós não podeis ir para onde Eu vou’?» Mas Jesus continuou, dizendo: «Vós sois cá de baixo, Eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, Eu não sou deste mundo. Ora Eu disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditardes que ‘Eu sou’, morrereis nos vossos pecados». Então perguntaram-Lhe: «Quem és Tu?» Respondeu-lhes Jesus: «Absolutamente aquilo que vos digo. Tenho muito que dizer e julgar a respeito de vós. Mas Aquele que Me enviou é verdadeiro e Eu comunico ao mundo o que Lhe ouvi». Eles não compreenderam que lhes falava do Pai. Disse-lhes então Jesus: «Quando levantardes o Filho do homem, então sabereis que ‘Eu sou’ e que por Mim nada faço, mas falo como o Pai Me ensinou. Aquele que Me enviou está comigo: não Me deixou só, porque Eu faço sempre o que é do seu agrado». Enquanto Jesus dizia estas palavras, muitos acreditaram n’Ele.

Comentário:

São João transmite muito bem o que O Senhor deveria sentir no Seu mais íntimo: a urgência de convencer todos da verdade acerca da Sua Pessoa e da Sua missão.

Urgência de conversão, de mudar de vida de verdadeira e consciente espera pelo Reino de Deus fora do qual não há salvação.
Ele sabe que muitos por pura ignorância se deixam de alguma forma dominar pelos Seus inimigos e é sobretudo a estes que as Suas palavras se destinam na esperança de quando tudo se realizar se lembrem do que disse e se convertam.

(AMA, comentário sobre Jo 8, 21-30, 2016.03.15)





Sem comentários:

Enviar um comentário