15/02/2017

Evangelho e comentário

Tempo comum


Evangelho: Mc 8, 22-26

22 Chegaram a Betsaida. Trouxeram-Lhe um cego e suplicavam-Lhe que o tocasse. 23 Tomando o cego pela mão, conduziu-o para fora da aldeia, pôs-lhe saliva sobre os olhos e, impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: «Vês alguma coisa?». 24 Ele, levantando os olhos, disse: «Vejo os homens que me parecem árvores que andam». 25 Depois, Jesus impôs-lhe novamente as mãos sobre os olhos e ele começou a ver claramente. Ficou curado e distinguia tudo, nitidamente, de longe. 26 Então Jesus mandou-o para casa, dizendo: «Não entres na aldeia».

Comentário:

Uma e outra vez – sempre – devemos repetir actos de Fé, pedir ao Senhor que a fortaleça a vivifique, que não deixe que ela esmoreça e, eventualmente, se apague, pelas dificuldades e obstáculos que se vão interpondo na nossa vida.

Com uma Fé forte, escorreita, sem titubeios, teremos uma visão clara do que nos interessa ver e não sombras mais ou menos esfumadas da realidade.

(ama, Comentário sobre Mc 8, 22-26, 2014.02.19)







Sem comentários:

Enviar um comentário