27/02/2017

Bento XVI – Pensamentos espirituais 135

O hedonismo contemporâneo

Na chamada sociedade do bem-estar, a vida é exaltada enquanto for agradável, mas tende a ser tanto menos respeitada quanto mais doente ou diminuída se apresenta.

Mas se o ponto de partida for o amor profundo por cada pessoa, é possível pôr em prática formas eficazes de serviço à vida, tanto à que vai nascer como à marcada pela marginalidade ou pelo sofrimento, particularmente na sua fase terminal.

Angelus, (6.Fev.06)

(in “Bento XVI, Pensamentos Espirituais”, Lucerna 2006)

Sem comentários:

Enviar um comentário