06/01/2017

Evangelho e comentário

Tempo do Natal

Epifania do Senhor

Evangelho: Mc 1, 7-11

1 Princípio do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. 2 Conforme está escrito na profecia de Isaías: “Eis que envio o Meu mensageiro diante de Ti, o qual preparará o Teu caminho”.  3 Voz do que brada no deserto: “Preparai o caminho do Senhor, endireitai as Suas veredas”. 4 Apareceu João Baptista no deserto, pregando o baptismo de penitência para remissão dos pecados. 5 E ia ter com ele toda a região da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém, e eram baptizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados. 6 Andava João vestido de pêlo de camelo, trazia um cinto de couro atado à volta dos rins e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. 7 E pregava, dizendo: «Depois de mim vem Quem é mais forte do que eu, a Quem eu não sou digno de me inclinar para Lhe desatar as correias das sandálias. 8 Eu tenho-vos baptizado em água, Ele, porém, baptizar-vos-á no Espírito Santo». 9 Ora aconteceu naqueles dias que Jesus veio de Nazaré da Galileia e foi baptizado por João no Jordão. 10 No momento de sair da água, viu os céus abertos e o Espírito Santo que descia sobre Ele em forma de pomba; 11 e ouviu-se dos céus uma voz: «Tu és o Meu Filho amado, em Ti pus as Minhas complacências».

Comentário:

Hoje a Igreja celebra a Epifania do Senhor.

Epifania significa manifestação pública e é, de facto, o que acontece:

O Pai, o Espírito Santo, manifestam-se publicamente confirmando a “identidade” do Quem estava a ser baptizado por João.

A partir deste momento fica claro que Jesus é o Cristo, que veio ao mundo para salvar a humanidade, instaurar o Reino de Deus e elevar a dignidade humana à condição de Filhos de Deus.

(ama, comentário sobre Mc 1, 7-11, 2016.11.05)





Sem comentários:

Enviar um comentário