01/01/2017

Evangelho e comentário

Tempo do Natal

Santa Maria Mãe de Deus

Evangelho: Lc 2, 16-21

Naquele tempo, os pastores dirigiram-se apressadamente para Belém e encontraram Maria, José e o Menino deitado na manjedoura. Quando O viram, começaram a contar o que lhes tinham anunciado sobre aquele Menino. E todos os que ouviam admiravam-se do que os pastores diziam. Maria conservava todos estes acontecimentos, meditando-os em seu coração. Os pastores regressaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes tinha sido anunciado. Quando se completaram os oito dias para o Menino ser circuncidado, deram-Lhe o nome de Jesus, indicado pelo Anjo, antes de ter sido concebido no seio materno.

Comentário:

A Santíssima Virgem não podia mais que, como diz o Evangelista, «conservar todos estes acontecimentos no seu coração» de tal forma o impacto deveria ser extraordinário para a jovem Mãe.

(As Mães quase sempre guardam memórias quase fotográficas do nascimento dos seus filhos.)

Mas ainda bem que assim foi porque pode transmitir ao Evangelista com pormenor, todos esses acontecimentos – antes e depois do Nascimento de Jesus – permitindo assim que chegasse até nós a maravilhosa “história” do princípio da nossa salvação.

(ama, comentário sobre Lc 2,16-21, 2016.11.03)







Sem comentários:

Enviar um comentário