15/11/2016

Evangelho e comentário

Tempo Comum

Santo Aberto Magno – Doutor da Igreja

Evangelho: Lc 19, 1-10

1 Tendo entrado em Jericó, atravessava a cidade. 2 Eis que um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos publicanos e rico, 3 procurava conhecer de vista Jesus, mas não podia por causa da multidão, porque era pequeno de estatura. 4 Correndo adiante, subiu a um sicómoro para O ver, porque havia de passar por ali. 5 Quando chegou Jesus àquele lugar, levantou os olhos e disse-lhe: «Zaqueu, desce depressa, porque convém que Eu fique hoje em tua casa». 6 Ele desceu a toda a pressa, e recebeu-O alegremente. 7 Vendo isto, todos murmuravam, dizendo: «Foi hospedar-Se em casa de um homem pecador». 8 Entretanto, Zaqueu, de pé diante do Senhor, disse-Lhe: «Eis, Senhor, que dou aos pobres metade dos meus bens e, naquilo em que tiver defraudado alguém, restituir-lhe-ei o quádruplo». 9 Jesus disse-lhe: «Hoje entrou a salvação nesta casa, porque este também é filho de Abraão. 10 Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que estava perdido».

Comentário:

«convém que Eu fique hoje em tua casa» diz o Senhor a Zaqueu!

Convém porquê? A quem?

Convém porque o que o Senhor tem de fazer na casa de Zaqueu é de suma importância para quantos presenciarão o que se vai passar; porque sendo Zaqueu quem é Jesus Cristo quer deixar bem claro que todos são filhos de Deus; porque «mais vale um pecador arrependido que cem justos que não cometem pecado».

Convém sobretudo a Zaqueu porque este encontro será decisivo para a sua vida. Operar-se-á uma transformação radical que transforma o cobrador de impostos em Apóstolo de Cristo e Evangelista prolífico e de suma importância para a difusão do Reino de Deus sobretudo em Israel.

(ama, comentário sobre Lc 19, 1-10, 2015.11.17)






Sem comentários:

Enviar um comentário