21/09/2016

Evangelho e comentário


Tempo Comum

São Mateus – Apóstolo e Evangelista [i]

Evangelho: Mt 9, 9-13

9 Partindo Jesus dali, viu um homem chamado Ma­teus, que estava sentado na banca das cobranças, e disse-lhe: «Segue-Me». E ele, levantando-se, O seguiu. 10 Aconteceu que, estando Jesus sentado à mesa em casa deste homem, vieram muitos publicanos e pecadores, e se sentaram à mesa com Jesus e com os Seus discípu­los. 11 Vendo isto, os fariseus diziam aos Seus discípulos: Por que mo­tivo come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? 12 Jesus, ou­vindo isto, disse: «Os sãos não têm necessidade de médico, mas sim os enfermos .13 Ide, e aprendei o que significa: “Quero misericórdia e não sacrifício”. Porque Eu não vim chamar os justos, mas os pecado­res».

Comentário:

«Quero misericórdia e não sacrifício»

Voltamos a focar este trecho do Evangelho porque estando em pleno Ano Jubilar da Misericórdia, o mesmo se aplica como uma luva à nossa mão sempre pronta a afastar, excluir, repudiar quem se aproxima de nós com o intuito de solicitar ajuda.

São muitas as “explicações”:

O Estado que trate do assunto;
Já contribuo para diversas obras de “caridade”;
Mal chega para mim quanto mais…;
Agora não é o momento apropriado;
Vá mas é trabalhar…

Que “explicações” são estas!

Não nos causam incómodo?

(ama, comentário sobre Mt 9, 9-13, 01.07.2016)











[i] São Mateus, Apóstolo e Evangelista, denominado Levi, que, chamado por Jesus para O seguir, deixou a sua função de publicano ou cobrador de impostos e, admitido entre os Apóstolos, escreveu um Evangelho, no qual se proclama especialmente que Jesus Cristo é filho de David, filho de Abraão, Aquele que levou à plenitude a promessa do Antigo Testamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário