06/07/2018

Evangelho e comentário


Tempo comum


Evangelho: Mt 9, 9-13

9 Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado no posto de cobrança, e disse-lhe: «Segue-me!» E ele levantou-se e seguiu-o. 10 Encontrando-se Jesus à mesa em sua casa, numerosos cobradores de impostos e outros pecadores vieram e sentaram-se com Ele e seus discípulos. 11 Os fariseus, vendo isto, diziam aos discípulos: «Porque é que o vosso Mestre come com os cobradores de impostos e os pecadores?» 12 Jesus ouviu-os e respondeu-lhes: «Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. 13 Ide aprender o que significa: Prefiro a misericórdia ao sacrifício. Porque Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.»

Comentário:

Jesus Cristo afirma claramente que: «Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.»

Esta declaração deve encher-nos de alegria e consolação porque, efectivamente, todos somos pecadores.

E, Ele, chama-nos constantemente, sem descanso nem tréguas.

Procura-nos onde estivermos sejam quais forem as circunstâncias e, se acaso não damos pela Sua presença, voltará uma e outra vez até que oiçamos o que tem para nos dizer.

Depois… dependerá exclusivamente de nós acolher ou não o Seu convite para que O sigamos.

Da escolha que fizermos dependerá, portanto, a nossa salvação eterna.

(AMA, comentário sobre Mt 9, 9-13, 22.06.2017)