05/08/2017

Evangelho e comentário

Tempo Comum

Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior

Evangelho: Mt 12, 46-50

46 Estando Ele ainda a falar ao povo, eis que Sua mãe e Seus irmãos se achavam fora desejando falar-lhe. 47 Alguém disse-Lhe: «Tua mãe e teus irmãos estão ali fora e desejam falar-Te». 48 Ele, porém, respondeu ao que falava: «Quem é a Minha mãe e quem são os meus irmãos?» 49 E, estendendo a mão para os Seus discípulos, disse: 50 «Eis Minha mãe e Meus irmãos. Porque todo aquele que fizer a vontade de Meu Pai que está nos Céus, esse é Meu irmão e Minha irmã e Minha mãe».

Comentário:

Jesus não poderia ter sido mais claro e – perdoe-se a expressão – lógico.

Fazer a Vontade de Deus significa estar com Ele em todos os momentos e circunstâncias da vida corrente, ora, isto, é exactamente o que acontece numa família unida, daí a lógica.

O que é extremamente relevante é que Cristo parece comparar-nos – aos homens cumpridores da Vontade de Deus – à Sua Excelsa Mãe.

Mas, de facto, Ele não disse tal, o que disse foi que a Sua Família divina se completa com a Sua família humana dos filhos de Deus.

(AMA, comentário sobre Mt 12, 46-50, 05.05.2017)








Sem comentários:

Enviar um comentário