03/07/2017

Evangelho e Comentário

Tempo Comum

São Tomé - Apóstolo

Evangelho: Jo 20, 24-29

24Tomé, um dos Doze, a quem chamavam o Gémeo, não estava com eles quando Jesus veio. 25Diziam-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor!» Mas ele respondeu-lhes: «Se eu não vir o sinal dos pregos nas suas mãos e não meter o meu dedo nesse sinal dos pregos e a minha mão no seu peito, não acredito.» 26Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez dentro de casa e Tomé com eles. Estando as portas fechadas, Jesus veio, pôs-se no meio deles e disse: «A paz seja convosco!» 27Depois, disse a Tomé: «Olha as minhas mãos: chega cá o teu dedo! Estende a tua mão e põe-na no meu peito. E não sejas incrédulo, mas fiel.» 28Tomé respondeu-lhe: «Meu Senhor e meu Deus!» 29Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!»

Comentário:

A Igreja Celebra hoje a festa do Apóstolo São Tomé e retemos deste trecho de São João o que se passou depois da Ressurreição de Jesus.

Fica bem patente a fortaleza de carácter deste homem, simples e algo rude, sem dúvida, mas sincero e pragmático.

Não acredita no que não vê, mas, quando vê não só acredita como faz uma espontânea e profunda profissão de Fé: Meu Senhor e meu Deus!

A nós, serve-nos de exemplo magnifico e, ao mesmo tempo, enche-nos de uma alegria profunda porque o Senhor nos considera felizes, porque, sem vermos, acreditamos.

(AMA, comentário sobre Jo 20, 24-29, 13.03.2017)








Sem comentários:

Enviar um comentário