28/07/2017

Evangelho e comentário

Tempo Comum


Evangelho: Mt 13, 18-23

18 «Escutai, pois, a parábola do semeador. 19 Quando um homem ouve a palavra do Reino e não compreende, chega o maligno e apodera-se do que foi semeado no seu coração. Este é o que recebeu a semente à beira do caminho. 20 Aquele que recebeu a semente em sítios pedregosos é o que ouve a palavra e a acolhe, de momento, com alegria; 21 mas não tem raiz em si mesmo, é inconstante: se vier a tribulação ou a perseguição, por causa da palavra, sucumbe logo. 22 Aquele que recebeu a semente entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução da riqueza sufocam a palavra que, por isso, não produz fruto. 23 E aquele que recebeu a semente em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende: esse dá fruto e produz ora cem, ora sessenta, ora trinta.»

Comentário:

Esta parábola do semeador, na realidade não necessita de qualquer comentário pois o próprio Senhor Se encarrega de o fazer com a explicação que dá aos Seus discípulos.

Assim, não nos fica qualquer dúvida nem se nos levanta qualquer questão, tão só concluímos que, de facto, o que Jesus quer é que demos fruto e fruto abundante,


(AMA, comentário sobre Mt 13, 18-23, 20.03.2017)

Sem comentários:

Enviar um comentário