18/07/2017

Evangelho e comentário

Tempo Comum


Evangelho: Mt 11, 20-24

20 Jesus começou então a censurar as cidades onde tinha realizado a maior parte dos seus milagres, por não se terem convertido: 21 «Ai de ti, Corozaim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se os milagres realizados entre vós, tivessem sido feitos em Tiro e em Sídon, de há muito se teriam convertido, vestindo-se de saco e com cinza. 22 Aliás, digo-vos Eu: No dia do juízo, haverá mais tolerância para Tiro e Sídon do que para vós.
23 E tu, Cafarnaúm, julgas que serás exaltada até ao céu? Serás precipitada no abismo. Porque, se os milagres que em ti se realizaram tivessem sido feitos em Sodoma, ela ainda hoje existiria. 24 Aliás, digo-vos Eu: No dia do juízo, haverá mais tolerância para os de Sodoma do que para ti.»

Comentário:

Jesus Cristo é O Profeta por excelência porque Ele sabe, conhece o passado, o presente e o futuro.

Por isso mesmo não profetiza: afirma!

Ao revelar o que acontecerá aquelas cidades quer que os que O ouvem tomem consciência da gravidade dos seus actos e as consequências destes no futuro.

Apela à conversão e à penitência como o caminho a seguir – com urgência – para evitarem esses terríveis castigos.


(AMA, comentário sobre Mt 11, 20-24, 16.03.2017)

Sem comentários:

Enviar um comentário