08/05/2017

Evangelho e comentário


Tempo de Páscoa


Evangelho: Jo 10, 11-18

11 Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. 12 O mercenário, e o que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo e abandona as ovelhas e foge e o lobo arrebata-as e espanta-as, 13 porque é mercenário e não lhe importam as ovelhas. 14 Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me, 15 assim como o Pai me conhece e Eu conheço o Pai; e ofereço a minha vida pelas ovelhas. 16 Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil. Também estas Eu preciso de as trazer e hão-de ouvir a minha voz; e haverá um só rebanho e um só pastor. 17 É por isto que meu Pai me tem amor: por Eu oferecer a minha vida, para a retomar depois. 18 Ninguém ma tira, mas sou Eu que a ofereço livremente. Tenho poder de a oferecer e poder de a retomar. Tal é o encargo que recebi de meu Pai.»

Comentário:

Continua o discurso do Bom Pastor.

Jesus quer que todos entendam bem o Seu papel, a Sua missão.

Assumindo-se claramente como guia e chefe dos homens também deixa claro que É O único em Quem ser pode e deve confiar.

O alerta repetido dos que ao longo dos tempos hão-de tentar assumir esse papel tem absoluta razão de ser porque sabemos e constatamos que assim tem acontecido e sempre acontecerá.

A exploração dos crédulos e pouco instruídos muitas vezes desesperados e sem rumo é campo fértil para esses lobos vestidos de cordeiros.

(ama, comentário sobre Jo 10, 1-10 2013-04-19)





Sem comentários:

Enviar um comentário