31/05/2017

Evangelho e comentário


Tempo de Páscoa

Visitação de Nossa Senhora

Evangelho: Lc 1, 39-56

39Por aqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. 40Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou-lhe de alegria no seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Então, erguendo a voz, exclamou: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. 43E donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor? 44Pois, logo que chegou aos meus ouvidos a tua saudação, o menino saltou de alegria no meu seio. 45Feliz de ti que acreditaste, porque se vai cumprir tudo o que te foi dito da parte do Senhor.» 46Maria disse, então: «A minha alma glorifica o Senhor 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. 48Porque pôs os olhos na humildade da sua serva. De hoje em diante, me chamarão bem-aventurada todas as gerações. 49O Todo-poderoso fez em mim maravilhas. Santo é o seu nome. 50A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem. 51Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos. 52Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. 53Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias. 54Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia, 55como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência, para sempre.» 56Maria ficou com Isabel cerca de três meses. Depois regressou a sua casa.

Comentário:

Este é um Evangelho onde pela primeira vez aparece bem marcada a acção do Espírito Santo

O conhecimento de Santa Isabel sobre a Santíssima Virgem, a "agitação" do menino no seio de sua mãe, o Magnificat que irrompe espontaneamente dos lábios da Virgem Santíssima.

Estão presentes nesta cena entranhável as Duas Pessoas da Santíssima Trindade que a partir daqueles momentos acompanharão para sempre a humanidade:

O Jesus Cristo que vem redimir e salvar e O Paráclito que ficará para consolidar na Fé a mesma humanidade.


(AMA, comentário sobre Lc 1,39-56, 31,6,2016)





Sem comentários:

Enviar um comentário