07/02/2017

Reflectindo - 223

Dar fruto

Estamos nesta terra, nesta vida, para produzir.

Não nascemos para sermos estáticos, imóveis, imutáveis.

Desenvolvemos o nosso corpo e o nosso espírito, aperfeiçoamos as nossas qualidades e capacidades, crescemos como pessoas.

Em todo esse ciclo - longo ou breve - produzimos sempre algo resultado da própria actividade corporal ou espiritual e a este resultado, chamamos frutos.

Se fizermos bem as coisas os frutos serão bons, se nos empenhamos a sério os frutos serão abundantes.

É aqui que está a questão:

1 - Os frutos são bons e abundantes ou valem pouco ou são escassos?

2 - Ou - pior ainda – não há frutos?

Bom, o que fará o Senhor quando vier receber os frutos?

No primeiro caso dar-nos-á alento e incentivos para que demos os frutos que podemos dar, mas que sejam bons e aceitáveis.

No segundo… não sei bem… mas interrogo-me:

O que fará o Senhor com um filho seu que é estéril?


AMA, reflexões, 2016.10.22






Sem comentários:

Enviar um comentário