21/12/2016

Evangelho e comentário

Tempo do Advento

São Pedro Canísio – Doutor da Igreja

Evangelho: Lc 1, 39-45

Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direcção a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor? Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio. Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».

Comentário:

O diálogo impossível de se repetir!

Marca indelével da história da Redenção da qual faz parte porque o Senhor assim quis!

Pode imaginar-se a mão de São Lucas tremendo sobre o pergaminho enquanto registava esta cena e estas palavras que ouvia directamente da boca da Santíssima Virgem.

(Quem mais o poderia ter informado com tais pormenores?).

E, nós, consolada a alma com a meditação destas cenas, sentimo-nos pequeninos perante a grandiosidade do momento e fazemos o propó­sito de honrar, sempre, tão excelsa criatura.

(ama, comentário sobre Lc 1, 39-45, 21.12.2009)





Sem comentários:

Enviar um comentário