12/12/2016

Evangelho e comentário

Tempo do Advento

Evangelho: Mt 21, 23-27

Naquele tempo, Jesus foi ao templo e, enquanto ensinava, aproximaram-se d’Ele os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo, que Lhe perguntaram: «Com que autoridade fazes tudo isto? Quem Te deu tal direito?» Jesus respondeu-lhes: «Vou fazer-vos também uma pergunta e, se Me responderdes a ela, dir-vos-ei com que autoridade faço isto. Donde era o baptismo de João? Do Céu ou dos homens?» Mas eles começaram a deliberar, dizendo entre si: «Se respondermos que é do Céu, vai dizer-nos: ‘Porque não lhe destes crédito?’ E se respondermos que é dos homens, ficamos com receio da multidão, pois todos consideram João como profeta». E responderam a Jesus: «Não sabemos». Ele por sua vez disse-lhes: «Então não vos digo com que autoridade faço isto».

Comentário:

A autoridade de quem ensina vem-lhe directamente da sua sabedoria.

Quem ensina não especula, não tem dúvidas, sabe que a fonte onde bebeu o que conhece é absolutamente segura e digna de crédito.

Quem é ensinado tem estrita obrigação de estar de boa-fé, sem preconceitos ou reservas.

Se conhece o mestre tem a certeza que este não engana nem induz em erro.

(ama, comentário sobre Mt 21, 23-27 2015.12.14)






Sem comentários:

Enviar um comentário