01/12/2016

Evangelho e comentário

Tempo do Advento

Evangelho: Mt 7, 21. 24-27

21 «Nem todo o que Me diz: “Senhor, Senhor”, entrará no Reino dos Céus, mas só o que faz a vontade de Meu Pai que está nos céus.
24 «Todo aquele, pois, que ouve estas Minhas palavras e as observa será semelhante ao homem prudente que edificou a sua casa sobre rocha. 25 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram e investiram os ventos contra aquela casa, mas ela não caiu, porque estava fundada sobre rocha. 26 Todo aquele que ouve estas Minhas palavras e não as pratica será semelhante a um homem insensato que edificou a sua casa sobre areia. 27 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram e investiram os ventos contra aquela casa, e ela caiu, e foi grande a sua ruína».

Comentário:

Hoje o Senhor fala-nos sobre a prudência que é, como sabemos, um fruto do Espírito Santo.

E dá, como quase sempre faz, um exemplo bem gráfico e eloquente que, no fundo quer dizer que devemos pensar bem sobre o que fazemos e como fazemos não suceda que todo o trabalho feito se revele não só inútil, mas, até, traga consequências desastrosas.

Ouvir a Palavra de Jesus não basta, portanto, é necessário colocá-la em obras bem estruturadas confiando que, se assim fizermos, entraremos no Reino dos Céus nosso último objectivo.

(ama, comentário sobre Mt 7, 21. 24-27, 06.10.2016)

Sem comentários:

Enviar um comentário