10/11/2016

Evangelho e comentário

Tempo Comum

São Leão Magno – Doutor da Igreja

Evangelho: Lc 17, 20-25

20 Tendo-Lhe os fariseus perguntado quando viria o reino de Deus, respondeu-lhes: «O reino de Deus não virá ostensivamente.21 Não se dirá: Ei-lo aqui ou ei-lo acolá. Porque eis que o reino de Deus está no meio de vós». 22 Depois disse aos Seus discípulos: «Virá tempo em que desejareis ver um só dos dias do Filho do Homem e não o vereis. 23 E vos dirão: Ei-lo aqui, ou ei-lo acolá. Não vades, nem os sigais. relâmpago ilumina o céu de uma extremidade à outra, assim será o Filho do Homem no Seu dia. 24 Mas primeiro é necessário que Ele sofra 25 Porque, assim como o clarão brilhante de um muito e seja rejeitado por esta geração.

Comentário:

Neste mês de Novembro a Liturgia conduz-nos repetidamente para a consideração dos chamados “NOVÌSSIMOS”: Morte, Juízo, Inferno e Paraíso.

Tendo começado o mês evocando Todos os Santos e, logo a seguir, todos os fiéis defuntos continua a chamar-nos a atenção para essas realidades que temos como certas.

Desde logo a Morte que por ser algo natural e físico nem sequer se põe em dúvida.

Os outros três conhecemo-los pela nossa Fé cristã e assim o declaramos no Credo.

Sem medos nem preconceitos detenhamo-nos com calma e simplicidade na sua consideração com o objectivo – importantíssimo e decisivo – de nos preparamos enquanto é tempo – que é este que vivemos hoje e agora – para o que nos espera.

Confiando na misericórdia infinita de Deus, com a protecção de Santa Maria e pela mão confiada do Anjo da nossa Guarda conseguiremos o que nos propomos.

(ama, comentário sobre Lc 17, 20-25, 2015.11.12)






Sem comentários:

Enviar um comentário