08/09/2016

Evangelho e comentário

Tempo Comum

Natividade da Santíssima Virgem [i]

Evangelho: Mt 1, 18-23 

18 A geração de Jesus Cristo foi deste modo: Estando Maria, Sua mãe, desposada com José, antes de coabitarem achou-se ter concebido por obra do Espírito Santo. 19 José, seu esposo, sendo justo, e não querendo expô-la a difamação, resolveu repudiá-la secretamente. 20Pensando ele estas coisas, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos, e lhe disse: «José, filho de David, não temas receber em tua casa Maria, tua esposa, porque o que nela foi concebido é obra do Espírito Santo. 21 Dará à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus, porque Ele salvará o Seu povo dos seus pecados». 22 Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo Senhor por meio do profeta que diz: 23 “Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, e Lhe porão o nome de Emanuel, que significa: Deus connosco”.

Comentário:

Ser Mãe é algo de tão maravilhoso e grande que qualquer mulher revestida desta dignidade merece – e tem – a admiração, o carinho a afeição mais profunda de todos os homens.

De facto, todos existimos porque tivemos uma mulher que nos deu a vida.

Mas, sem dúvida alguma, esta “colaboração” autêntica, real da mulher com Deus Criador é o penhor dessa dignidade e grandeza.

A mulher – as Mães – devem merecer-nos o maior respeito e todo o agradecimento traduzido em provas concretas.

(ama, comentário sobre Mt 1, 18-23, 30.06.2016)




[i] Nota Histórica
A vinda do Filho de Deus à terra, foi preparada, pouco a pouco, ao longo dos séculos, através de pessoas e acontecimentos. Entre as pessoas escolhidas por Deus para colaborarem no Seu projecto de salvação, houve uma, à qual foi confiada uma missão única: Maria, chamada a ser a Mãe do Salvador e cumulada, por isso, de todas as graças necessárias ao cumprimento dessa missão.
O nascimento de Maria foi, portanto, motivo de esperança para o mundo inteiro: anunciava já o de Jesus. Era a autora da salvação a despontar; «Ela vem ao mundo e com Ela o mundo é renovado. Ela nasce e a Igreja reveste-se da sua beleza». (Liturgia bizantina).
Felicitando a Mãe do Salvador, no dia do Seu aniversário natalício, peçamos a graça de à Sua semelhança, colaborarmos, generosamente, na salvação do mundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário