30/09/2016

Evangelho e comentário


Tempo Comum

São Jerónimo – Doutor da Igreja [i]

Evangelho: Lc 10, 13-16

13 «Ai de ti, Corazin! Ai de ti, Betsaida! Porque se em Tiro e em Sidónia se tivessem realizado as maravilhas que se têm operado em vós, há muito tempo que teriam feito penitência vestidas de cilício e jazendo sobre a cinza. 14 Por isso haverá, no dia de juízo, menos rigor para Tiro e Sidónia que para vós. 15 E tu, Cafarnaum, “que te elevas até ao céu, serás abatida até ao inferno”. 16 Quem vos ouve, a Mim ouve, quem vos rejeita, a Mim rejeita, e quem Me rejeita, rejeita Aquele que Me enviou».

Comentário:

Olhamos para nós próprios e, muitas vezes, consideramos que somos preteridos nos favores do Céu.
O que vimos pedindo há tanto tempo e que não nos é concedido, o que outros que consideramos não terem os méritos que nós julgamos que temos e que, parece, recebem sem esforço.

Temos o olhar algo turvo e o critério desvirtuado.

Deus Nosso Senhor pode não nos dar exactamente o que pedimos mas não deixa de atender ao que solicitamos da forma mais conveniente para nós.

(AMA, Comentário sobre Lc 10, 13-16, 2014.10.03)











[i] São Jerónimo, presbítero e doutor da Igreja, que, nascido na Dalmácia, na actual Croácia, estudou em Roma, onde adquiriu uma vastíssima cultura literária, e aí recebeu o Baptismo; depois, atraído pelo valor da contemplação e da vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado presbítero. Regressou a Roma e foi secretário do papa Dâmaso; mais tarde, estabeleceu-se em Belém e retirou-se na vida monástica, dedicando-se com exímia competência a traduzir e explicar a Sagrada Escritura. De modo admirável tomou parte activa nos vários problemas e necessidades da Igreja; finalmente, chegando a uma idade avançada, descansou na paz do Senhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário