03/09/2016

Evangelho e comentário


Tempo Comum

São Gregório Magno – Doutor da Igreja [i]

Evangelho: Lc 6, 1-5

1 Num sábado, passando Jesus pelas searas, os Seus discípulos colhiam espigas e debulhando-as nas mãos, as comiam. 2 Alguns dos fariseus disseram-lhes: «Porque fazeis o que não é permitido aos sábados?». 3 Jesus respondeu-lhes: «Não lestes o que fez David, quando teve fome, ele e os que com ele estavam? 4 Como entrou na casa de Deus, tomou os pães da proposição, comeu deles e deu aos seus companheiros, embora não fosse permitido comer deles senão aos sacerdotes?». 5 Depois acrescentou: «O Filho do Homem é Senhor também do sábado».

Comentário:

A Doutrina da Igreja não é um conjunto de regras estáticas e rigorosas que se imponham aos fiéis de forma discricionária.

A Igreja é Mãe e como tal não quer impor aos seus filhos nem pesos ou grilhões que condicionem a sua vida.

Nem poderia porque segue o seu Chefe e Cabeça que deixou muito claro que não vinha impor sacrifícios mas sim pedir misericórdia e amor.

Mas acima de tudo deve prevalecer o bom senso e são critério.

(ama, comentário sobre Lc 6, 1-5 2015.09.05)











[i] Nota Histórica
Nasceu em Roma por volta do ano 540. Tendo tomado a carreira política, chegou a ser nomeado prefeito da Urbe. Abraçou depois a vida monástica, foi ordenado diácono e desempenhou o cargo de legado pontifício em Constantinopla. No dia 3 de Setembro do ano 590 foi elevado à Cátedra de Pedro, cargo que exerceu como verdadeiro bom pastor no governo da Igreja, no cuidado dos pobres, na propagação e consolidação da fé. Escreveu muitas obras de Moral e Teologia. Morreu a 12 de Março do ano 604.

Sem comentários:

Enviar um comentário