15/06/2017

FESTA DO CORPO DE DEUS

Resultado de imagem para corpus christi 
Hoje a Igreja celebra a grande festa do Corpo de Deus que remonta ao século XIII instituída pelo papa Urbano IV.

O sentido desta festa é a consideração e o culto à presença real de Cristo na Eucaristia. 

São Tomás de Aquino compôs especialmente para esta festa dois belíssimos hinos, dos quais, talvez o mais conhecido seja o "Adorote devote" [i] que é costume de muitos cristãos recitarem ás 5ªs Feiras durante as acções de graças da Sagrada Comunhão.

Não havemos de parar na nossa admiração pela misericórdia de Jesus Cristo em ficar connosco - para sempre - oculto no Sacrário das Igrejas da terra.

Ali está Ele, esperando por nós, por uma pequena visita durante o dia ou, se o não pudermos fazer, um elevar do nosso pensamento até ao sacrário mais próximo, dizendo-lhe, no interior do nosso coração o que o Anjo de Portugal ensinou aos Pastorinhos de Fátima:

«Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Te; peço-vos perdão para os que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam».

(AMA, Palestra, Porto, 19.06.2003)



[i] Adoro-te com amor Deus escondido, que sob estas espécies és presente, dou-te o meu coração, inteiramente em Tua contemplação desfalecido. A vista, o tacto, o gosto nada sabem, só no que o ouvido sabe se há-de crer, creio em tudo o que o Filho de Deus veio dizer, nada mais verdadeiro pode ser que a própria palavra da Verdade. Na Cruz estava oculta a divindade, aqui também o está a humanidade e, contudo, eu creio e confesso que ambas estão aqui na realidade e que o que pedia o bom ladrão eu peço.
Não vejo as chagas como Tomé, mas confesso-te, meu Deus e meu Senhor, faz-me ter cada vez mais fé, uma esperança maior e mais amor. Oh memorial morte do Senhor, oh vivo pão que ao homem dás a vida, que a minha alma sempre de ti viva, que sempre lhe seja doce o teu sabor. Oh doce pelicano, oh bom Jesus, lava-me com o Teu Sangue, a mim, imundo, com esse Sangue do qual uma só gota pode salvar do pecado todo o mundo. Jesus a Quem contemplo oculto agora, dá-me o que eu desejo ansiosamente: ver-te face a face na Tua Glória e na Glória contemplar-te eternamente.


Sem comentários:

Enviar um comentário